quinta-feira, 20 de junho de 2013

Projeto de Atuação - 3º Ano Ensino Fundamental (crianças 8/9 anos)


 
Tema: Folclore Brasileiro

   O tema desenvolvido no Projeto de Atuação foi pensado para atingir a interdisciplinaridade envolvendo conteúdos de todas as disciplinas e partindo de conhecimentos que os alunos já possuíam, assim dando continuidade aos conteúdos necessários do 3º ano.“...a marca maior dos projetos interdisciplinares que objetivam um árduo caminho de construção teórica da educação, porém, ao mesmo tempo, precisamos enfrentar a empreitada de exercer uma educação que, bem ou mal, ainda se encaixa nos moldes convencionais de teorias disciplinares.” (FAZENDA, 1997)
“Construções interdisciplinares, tendo a ambiguidade como princípio, permitirão novas validações e, finalmente, o reconhecimentode que apenas na prática pedagógica localiza-se o ensino vivo, em tempos curtos e em instantes situados.” (LENOIR,1995)
   O tema o Folclore surgiu de seu alto valor cultural, conhecer folclore é compreender seu povo, descobrir sobre sua própria historia, o tema é um dos principais fatores de identificação do povo Brasileiro, é necessário conhecê-lo e identificá-lo em seus diferentes modos de manifestação. O projeto vai ajudar a identificar tradições e manifestações Brasileiras formadas por heranças culturais dos povos indígenas, colonizadores e negros trazidos como escravos, e também na construção da identidade.
   O projeto sobre o Folclore Brasileiro vai ensinar os alunos sobre costumes da cultura popular ligados ao folclore, vai abranger diferentes tradições que foram passadas ao longo dos anos para as novas gerações ajudando na construção da identidade social dos alunos, valores e atitudes.“O projeto educacional expresso nos Parâmetros Curriculares Nacionais demanda uma reflexão sobre a seleção de conteúdos, como também exige uma ressignificação, em que a noção de conteúdo escolar se amplia para além de fatos e conceitos, passando a incluir procedimentos, valores, normas e atitudes. Ao tomar como objeto de aprendizagem escolar conteúdos de diferentes naturezas, reafirma-se a responsabilidade da escola com a formação ampla do aluno e a necessidade de intervenções conscientes e planejadas nessa direção.” (BRASIL, 1997).
   As propostas pedagógicas serão intencionais e direcionadas despertando o interesse pela leitura e escrita, para que assim a criança atribua sentido real a sensações e pensamentos com as descobertas e experiências vivenciadas.
   O currículo de conteúdos no processo de ensino aprendizagem no Ensino Fundamental I conta com a cultura popular Brasileira e as diversidades culturais folclóricas que necessitam ser exploradas com experiências educativas e sociais ligadas ao caráter étnicos, afetivo, social e político. “Será necessário, também, levar em consideração os conteúdos conceituais procedimentais e atitudinais que promovam as capacidades motoras, de equilíbrio e de autonomia pessoal, de relação interpessoal e de inserção social.” (ZABALA, 1998)

Objetivo Geral
   O projeto tem como objetivo geral ensinar aos alunos com base nos estudos realizados em classe, sobre a cultura Brasileira em que esta inserido e a diversidade folclórica presente nos quatro cantos do país, valorizando a linguagem do folclore em diversos costumes. Através dos métodos pedagógicos utilizados durante o projeto, atingir os objetivos específicos descritos importantes na construção do conhecimento para as crianças do 3º ano do Ensino Fundamental.

Objetivos Específicos
·         Entender o significado de folclore e sua origem.
·         Resgatar, vivenciar e conhecer manifestações da cultura popular brasileira.
·         Desenvolver a imaginação, através da exploração de lendas folclóricas.
·         Incentivar o gosto pela leitura, arte, musica e dança de forma contextualizada.
·         Valorizar a cultura popular.
·         Ampliar o vocabulário.
·    Propor várias situações de comunicação oral e gráfica, através de trava-língua, parlendas, contos e ditados populares.
·         Desenvolver curiosidade e imaginação com brincadeiras e cantigas de roda.
·         Desenvolver autonomia em pesquisas.
      Utilizar Internet como meio de pesquisa ampliando as fontes.
      Explorar ferramentas para confecção de cartazes com informações folclóricas
·         Aprimorar habilidades do trabalho em grupo.
·         Ilustrar, ler e inventar dentro do folclore.
·         Afirmar o gosto pela leitura e escrita como forma de prazer.

Conteúdos
·   Língua portuguesa: lendas folclóricas, ditados populares, parlendas, trava-língua e adivinhações.
   Os conteúdos que se pretende ensinar na disciplina de língua portuguesa são a ortografia, aprimoramento da escrita e leitura, argumentação, coesão textual, organização de ideias, estruturação de texto.
·         Matemática: quantidade, medidas, pesos, formas, tamanho, resolução de problemas reais e adições e subtrações no tabuleiro do jogo.
   Os conteúdos de matemática serão explorados em maior parte na realização da culinária, onde será realizado um trabalho com medidas.
·         Artes: ilustração, confecção e criatividade.
·         História: história do folclore, tradições e contos.
·         Geografia: mapa do Brasil e o folclore nos diferentes estados, cidades e regiões do Brasil.
·         Ed. Física: Brincadeiras de roda.
·         Formação social: respeito e valorização.
       Informática: explorar sites e softwares e fazer uso de suas ferramentas.

Metodologia

Atividade 1: Conhecer o folclore.
·         Filme sobre o folclore.


·         Roda de conversa sobre o que é folclore e cultura.
·         Contar histórias do folclore e seus personagens. (Saci, mula sem cabeça, Boi Tátá, etc). AZEVEDO, Ricardo. Armazém do Folclore. São Paulo: Ática, 2008.


·         Produção de texto, com ilustração: Inventar um personagem folclórico e uma pequena história.



Atividade 2: Culinária de uma comida típica do folclore.


·         Roda de conversa sobre comidas típicas do folclore e os principais ingredientes das receitas, como: mandioca, feijão e amendoim.
·         Leitura da receita “Bolinho de Chuva”, que será feita com os alunos.
·         Caça palavras dos ingredientes da receita.
·         Fazer a receita. (Verificação de medidas de massa ou capacidade: quantas colheres de chá cabe em um copo, quantos copos para encher uma garrafa de litro, etc.)
·         Degustação do Bolinho de Chuva.
·         Liçãode casa: Pesquisar algum brinquedo dos pais quando crianças e trazer uma garrafa pet 2L vazia e limpa para fazer uma atividade.

Atividade 3: Construir um brinquedo folclórico ouvindo cantigas de roda.

·         Roda de conversa sobre brinquedos, brincadeiras e cantigas de roda.
·         Exposição da pesquisa.
·         Construção de um brinquedo folclórico: “Bilboquê”.
·         Ouvir uma cantiga de roda dançando,“Sambalelê”.




Atividade 4: Estudo sobre o trava-línguas.

·         Roda de conversa sobre trava-línguas, parlendas e ditados populares.
·         Leitura e exposição de trava-línguas, parlendas e ditados populares.(Livros)
·         Recitar trava-línguas identificando as palavras e letras que se repetem, o número de letras, letra inicial, final, etc.
·         Cruzadinhas com trava-línguas.
·         Formar palavras a partir das silabas que mais se repetem no trava-línguas.


Atividade 5:Trabalhar com o mapa do Brasil e jogo “Trilha do trava-línguas”.




·         Exploração do Jogo: “Trilha com trava-línguas”.
·         Exposição do mapa do Brasil.
·       Procurar fotos de comidas e personagens pelos estados, cidades e regiões do mapa do Brasil e montá-las no mapa no Microsoft World
·         Ouvir o que os alunos acharam do projeto.
            
Recursos Utilizados

Materiais de papelaria:Lápis grafite, lápis de cor, garrafa Pet, revista, cola, tesoura, barbante, fita crepe, mapa do Brasil e impressora.

Materiais pedagógicos: Livros

AZEVEDO, Ricardo. Armazém do Folclore. São Paulo: Ática, 2008.
PRIETO, Heloisa. O jogo da Parlenda. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 2010.
AZEVEDO, Ricardo. Bazar do Folclore: tradição popular. São Paulo: Ática, 2001
SOUZA, Mauricio de. Manual de Brincadeiras da Mônica. São Paulo: Globo, 2003
Coleção de olho no mundo. Folclore: Danças e ritmos do Brasil. Recreio, 2000
MACHADO, Ana Maria. O tesouro das Cantigas para Crianças. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.
CD’s:
O tesouro das Cantigas para Crianças. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.

Recursos Tecnológicos: Internet, Microsoft World, material de projeção e rádio.

Alimentos: Farinha de trigo, fermento em pó, sal, ovo, leite, óleo, açúcar e canela.

Outros: Xícaras de medidas, colher, garfo, copo de medidas, panela, prato, guardanapo de papel e fogão.

Avaliação
   Por ser um tema amplo é possível trabalhar dentro do objetivo geral conteúdos importantes no Ensino Fundamental, dentro dos eixos de aprendizagem serão propostas atividades experimentais e concretas sistematizando conteúdos conceituais: conceitos sobre o que é folclore, através de experiências e elaboração de hipóteses, procedimentais: apropriação dos conhecimentos folclóricos com musicas, jogos e brincadeiras e atitudinais: incentivo a valorização do folclore, desenvolvendo o afetivo, cognitivo e cultural.
“ Quando a formação integral é a finalidade principal do ensino e, portanto, seu objetivo é o desenvolvimento de todas as capacidades da pessoa e não apenas cognitivas, muitos pressupostos da avaliação mudam.”
“ Uma opção desta natureza implica uma mudança radical na maneira de conceber a avaliação, posto que o ponto de vista já não é seletivo, já não consiste em ir separando os que não podem superar distintos obstáculos, mas em oferecer a cada um dos meninos e meninas a oportunidade de desenvolver, no maior gral possível, todas suas capacidades. O objetivo do ensino não centra sua atenção em certos parâmetros finalistas para todos, mas nas possibilidades pessoais de cada um dos alunos.” (ZABALA, 1998)
   A avaliação do ensino e aprendizagem dos alunos será processual, considerando e avaliando as formas de expressão da criança, a participação, interesse, envolvimento, curiosidade, desenvolvimento critico e reflexivo sobre as atividades propostas. “O processo seguido pelos meninos e meninas, o progresso pessoal, o processo coletivos de ensino/aprendizagem, etc., aparecem como elementos ou dimensões da avaliação”. (ZABALA, 1998)


Bibliografia
BRSIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais / Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília : MEC/SEF, 1997. P. 51.
AZEVEDO, Ricardo. Armazém do Folclore. São Paulo: Ática, 2008.
PRIETO, Heloisa. O jogo da Parlenda. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 2010.
AZEVEDO, Ricardo. Bazar do Folclore: tradição popular. São Paulo: Ática, 2001
SOUZA, Mauricio de. Manual de Brincadeiras da Mônica. São Paulo: Globo, 2003
Coleção de olho no mundo. Folclore: Danças e ritmos do Brasil. Recreio, 2000
MACHADO, Ana Maria. O tesouro das Cantigas para Crianças. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.
FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. Didática e Interdisciplinaridade. Campinas: Papirus, 1997.
ZABALA, Antoni. Tradução: Ernani F. da F. Rosa. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.



MAIS FOLCLORE? ACESSE:

Parlendas



































Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário